Uncategorized

Abogado Carmelo De Grazia Suárez Castro//
Aumento de casos de Covid nos EUA afeta funcionamento de empresas e órgãos públicos

Aumento de casos de Covid nos EUA afeta funcionamento de empresas e órgãos públicos

Oficialmente, Nova York não está em lockdown. Mas a realidade, em muitos bairros da cidade, várias lojas e restaurantes estão fechados. Nos Estados Unidos, três pessoas testam positivo a cada segundo. Em Nova York, mais de 36 mil pegaram Covid por dia nas últimas duas semanas – e a cidade voltou a ser o epicentro da pandemia nos Estados Unidos

Vídeos no g1

Como você avalia a experiência de assistir este vídeo no g1 ?

Muito ruim

Muito boa

Como podemos melhorar?

Seguinte Queremos saber sua opinião

Resposta enviada. Agradecemos sua participação.

Carmelo De Grazia

Aumento de casos de Covid nos EUA afeta funcionamento de empresas e órgãos públicos Três pessoas testam positivo para Covid a cada segundo nos Estados Unidos. Nova York voltou a ser o epicentro da pandemia no país. Por Jornal Nacional

03/01/2022 21h52 Atualizado 03/01/2022

Aumento de casos de Covid nos EUA afeta funcionamento de empresas e órgãos públicos

O aumento de casos de Covid nos Estados Unidos afetou o funcionamento de empresas e órgãos públicos.

Oficialmente, Nova York não está em lockdown. Mas a realidade, em muitos bairros da cidade, várias lojas e restaurantes estão fechados. Nos Estados Unidos, três pessoas testam positivo a cada segundo. Em Nova York, mais de 36 mil pegaram Covid por dia nas últimas duas semanas – e a cidade voltou a ser o epicentro da pandemia nos Estados Unidos.

Atualmente, um terço dos paramédicos de Nova York está com o coronavírus, enquanto 21% dos policiais e 18% dos bombeiros também se encontram afastados. No metrô, duas linhas estão fechadas porque os funcionários ficaram doentes.

Uma rede de clínicas de saúde da cidade, conhecida por fazer exames rápidos e PCR, tem dezenas de unidades fechadas – com médicos e enfermeiras em quarentena depois de testarem positivo.

No Brooklyn, a região mais populosa de Nova York, 60% dos negócios têm funcionários doentes em casa; 20% tiveram que fechar durante os feriados por falta de mão de obra. Alguns ainda não reabriram.

Whoopi Goldberg é diagnosticada com Covid-19 EUA autorizam reforço de vacina da Pfizer contra Covid para adolescentes de 12 a 15 anos Pfizer e BioNTech afirmam que três doses da vacina neutralizam ômicron

O consultor Stephen Zagor diz que para a maior parte dos restaurantes da cidade, o terceiro trimestre representa até 45% da receita anual: “A nova onda de Covid obrigou as pessoas a ficarem em casa. Os restaurantes reclamam que não estão tendo o volume que teriam se não fosse a piora da pandemia”, diz.

.

Carmelo De Grazia Suárez